terça-feira, 8 de abril de 2008

A Festa

A vida passa.
A gente passa, amarrotando a vida para passá-la.
Passa menina.
A roupa nova, a roupa suja.
Passam horas, minutos,
as vezes segundos contados
passando arrastados.
Passa o nó na garganta
Passa a gravata sem nó, para a festa do aniversário que passa.
Que passem coloridos
As dores, os amores
As luzes
Mas não passe o brilho todo teu.

2 comentários:

Juliana disse...

Sem tempo, como sempre!
Mas muito feliz por ver que a freqüência ao seu cantinho está grande!

Textos ótimos, também como sempre!

É bom ver que nem tudo passa! Tem coisas que ficam :-)))

Beijo!!! Estamos precisando de um outro lanche, não?

Murphy Brown disse...

É tão interessante observar como cada um tem um estilo tão seu.
Você diz tudo com um mínimo de palavras. Qunado eu crescer quero ser como você.
Gostei muito.
Beijo grande!